Como encontrar a sua predestinação?

1 Julho 2020
predestinação

O projeto “Campo do Amor” ajudará você a entender por que você veio a este mundo

Quem sou eu? Por que eu vim para este mundo? Você já fez essas perguntas para si mesma? Parabéns, então você está no caminho certo! São essas perguntas que ajudarão você a entender sua missão e, portanto, a realizar-se e a encontrar felicidade e sucesso. O projeto “Campo do Amor” ajudará nisso.

Como entender o significado da vida?

Você já se perguntou qual é o sentido da vida? Qual é a sua predestinação? Temos certeza de que você já pensou nisso. Caso contrário, você não estaria lendo este artigo.

O desejo de encontrar a resposta para essa pergunta eterna é um sinal de que você tem uma alma experiente, tendo passado por muitas reencarnações, e agora você chegou ao seu objetivo principal, que é cumprir sua missão na Terra.

Agora vamos pensar por que o sentido da vida é tão importante para nós. De onde vem essa fome espiritual, que nos assombra? Isso faz você se perguntar: “Quem sou eu? Por que estou aqui? Qual é o sentido da minha vida? O que devo fazer para me realizar?”.

No projeto Campo do Amor, começamos com coisas simples. Perguntamos aos nossos alunos o que é fome fisiológica? Obviamente, é quando queremos comer tanto, que não conseguimos pensar em mais nada. É difícil acreditar, mas a fome pode ser diferente, não apenas fisiológica, mas também social e espiritual.

Fome social

A fome social ocorre quando você se esforça para alcançar uma alta posição na sociedade ou adquirir  alguma coisa muito cara e prestigiosa. Mas não importa o quanto você satisfaça suas necessidades, isso traz apenas uma paz temporária. Nós comemos todos os dias. A fome social é a mesma coisa – é impossível satisfazê-la.

Ela exige novas metas, cada vez maiores, fazendo-nos correr atrás de status, carreira, roupas de grife, carros lindos…

predestination

Greta, Munique

“Quatro anos atrás, a minha carreira disparou. E o meu lucro crescia, respectivamente. Eu não era uma pessoa controlada em relação ao dinheiro, gastando tudo que eu ganhava, principalmente, com roupas, sapatos e acessórios de marcas chiques e muito, muito caras. Em algum momento, percebi que minha nova bolsa custava tanto quanto eu ganhava no início da minha carreira… por um ano!

Mas eu não conseguia parar, fiquei realmente viciada em compras. E quando as roupas literalmente deixaram de caber no apartamento… mudei-me para uma casa maior!

É uma sensação parecida com uma sede infinita, impossível de satisfazer. Assim continuou por alguns anos. Essa sede me esgotou completamente. Acabei ficando completamente sozinha: os meus colegas me consideravam uma carreirista sem coração, minhas amigas me achavam uma esnobe vaidosa, e meus pais me viam como uma louca por compras.

Não posso culpá-los por isso, porque eu realmente parecia assim. Mas aquela pessoa não era eu! Em algum lugar muito profundo dentro de mim, havia uma mulher simpática e gentil que eu já tinha sido outrora.

O que eu podia fazer? Fui salva pelos mestres do “Campo do Amor”. Durante o diagnóstico individual do meu destino, eles me explicaram que, eu com a fome social não era eu de verdade, que a minha sede só podia ser saciada em busca da verdadeira Eu, entendendo quem eu sou e por que vim a este mundo.

E, graças às aulas e aos seminários, consegui me encontrar. Eu me encontrei em caridade.

Afinal, o tanto de dinheiro, que eu tinha, podia ser gasto não apenas com bolsas)))

Agora, juntamente com outros voluntários, eu ajudo refugiados de países em conflitos. A minha comunicação com eles mais uma vez me mostrou claramente como meus objetivos anteriores eram insignificantes. E que fazer bem aos outros é uma bênção!”

Fome espiritual

O terceiro tipo de fome é a espiritual. As nossas almas viajam conosco, passando por muitas reencarnações e vidas. Acredite ou não, esta não é a primeira vez que você se encarnou nesta terra. Nas encarnações anteriores, você podia ser um homem ou uma mulher, ter diferentes status sociais e várias profissões. Mas, apesar de todas essas mudanças, uma coisa permanece constante, que é a alma. Ela não se modifica e continua viajando com você para cada novo corpo. O que a faz sempre continuar o caminho?

O objetivo da alma é revelar sua predestinação e realizar a sua missão na Terra. E até encontrar as respostas para suas perguntas, a alma não se acalma e sempre está faminta. E você continuará encarnar-se mais e mais.

Para satisfazer a fome e se livrar do sofrimento, você deve cumprir sua predestinação, caso contrário, você sempre estará perseguida pela sensação de ter desperdiçado a sua vida à toa.

O que alimenta a alma? Os aplausos e aclamações de outras pessoas, admiração e promoção na carreira, dinheiro e grandes oportunidades? Tudo parece ser verdade, mas isso só alimenta sua personalidade falsa e seu ego, mas não sua alma.

A alma é nutrida pela alegria das pessoas ao seu redor, pela gratidão por suas ações boas e gentis, pelo amor e pelos sorrisos.

Se você traz luz e alegria, sua alma se sente feliz.

predestination

Joan, Washington:

“Sou uma pessoa que se empolga com algo tão fácil, quanto se desempolga logo depois. Ao longo da minha vida, experimentei todos os hobbies e esportes possíveis. E eu também trocava os empregos com a velocidade do som. Eu trabalhei de bartender, tatuadora, vendedora, florista, fotógrafa, agente de seguros…

Mas nenhum dos empregos, nem um hobby, me deixaram realmente feliz. Eu trocava de cidades, países e continentes. Eu conhecia pessoas e me despedia rapidamente delas. Os anos corriam e eu corria juntamente. Eu continuava me questionando onde era a linha de chegada, atingindo a qual eu receberia o meu prêmio merecido.

Eu continuaria perseguindo um objetivo inexistente, sem entender o que faltava para eu me sentir feliz, se eu não tivesse participado do seminário do “Campo do Amor” uma vez. E percebi que minha insatisfação era causada pela minha incapacidade de entender minha verdadeira predestinação. E como entender isso? Me ajudaram diagnósticos e conselhos especiais dos mestres, assim como um intenso trabalho espiritual e energético.

E também o fato de que, nos treinamentos, conheci pessoas como eu que procuravam o sentido, movidas pela fome espiritual.

Consegui satisfazer essa fome com os seminários e retiros nos Locais de Poder, e aqueles projetos voluntários em que comecei a participar. Agora sou  curadora de uma organização que se dedica à conservação de espécies raras de animais e plantas. E eu percebo que tudo o que eu faço durante o dia no trabalho torna o nosso planeta um pouco melhor. Isso me inspira, me dá força e, o mais importante, me faz feliz!”

Se vocês sentem fome espiritual, o “Campo do Amor” recomenda fazer um pequeno exercício - ajude alguém necessitado hoje mesmo. Mostre seu amor, cuide de alguém, dando apoio moral com palavras gentis, ouça ou fale. Deve-se lembrar que não se trata necessariamente de assistência monetária; o fato de cuidar de outras pessoas é importante.

E, é claro, a fome espiritual poderá ser saciada com nossos seminários, aulas em grupo e retiros. Bem como aulas on-line, que agora são realizadas por nossos mestres. Junte-se a nós!

If you have found a spelling error, please, notify us by selecting that text and pressing Ctrl+Enter.

Publicações recentes

Spelling error report

The following text will be sent to our editors: